Lista Negra do Procon – Conheça os 200 sites que você deve evitar

O Procon – SP divulgou uma lista com 200 sites que devem ser evitados pelos consumidores em compras pela internet. Clique aqui e veja. Além de endereço eletrônico, a lista ainda contém a razão social, CNPJ ou CPF e informa sobre a disponibilidade para acesso desses sites.

O intuito é alertar contra fraudes, já que consumidores que efetuaram compras pela internet nos sites listados acionaram o Procon de São Paulo a respeito de irregularidades, sendo a principal delas a falta de recebimento dos produtos.

Preocupado com a proliferação de portais mal-intencionados que continuam a lesar os e-consumidores, o Procon já denunciou os casos ocorridos ao Departamento de Polícia e Proteção a Pessoas (DPPC) e a Comitê Gestor da Internet (CGI) e afirma que a consulta à lista deve ser feita antes do consumidor fechar compras pela internet.
Continuar lendo

Comércio eletrônico dobra faturamento com o Black Friday 2012

Blacky FridayBlack Friday inaugura calendário natalino e aquece vendas de fim de ano no comércio eletrônico.
Os números da edição 2012 do Black Friday dão mostras de que o evento começa a cair nas graças dos brasileiros e deverá ter espaço cativo no calendário do comércio eletrônico nacional. De acordo com dados da ClearSale, empresa especialista em autenticação de compras online, somente o comércio eletrônico faturou R$ 217 milhões no dia 23 de novembro, data em que o evento aconteceu no Brasil. Superou em mais de duas vezes o resultado da Black Friday 2011, cujo faturamento foi de R$100 milhões.

Os brasileiros aproveitaram os descontos e realizaram 541.486 pedidos, com ticket médio de R$401. Eletrônicos, informática, celulares, eletrodomésticos e games lideraram as preferências de compras na data. Só a região Sudeste registrou 71,5% dos acessos. O sul, com 11,2% e o Nordeste, 9,9% vem na sequência.
Continuar lendo

E-commerce: Brasil é o país mais bem preparado da América Latina

O Brasil encabeça a lista de países mais bem preparados para transformar a internet em um canal de vendas, e-commerce. Segundo estudo realizado pela America Economia e requisitado pela Visa Inc., o índice Brasil e-Readiness subiu 31% em dois anos e agora é de 1,24 – o maior da América Latina.

Abaixo desse índice estão: Chile (0,80), Uruguai com (0,71), México e Argentina (0,69), Porto Rico (0,63), Panamá (0,61), Venezuela (0,51), Colômbia (0,48), Peru (0,42) e Guatemala (0,36). O índice geral da América Latina passou a ser de 0,80.
Continuar lendo

Banda larga no Brasil atinge marca de 85 milhões de acessos

banda largaA banda larga chegou à marca de 85,5 milhões de acessos, entre conexões fixas e móveis, o que significa um crescimento de 53% em um ano, período correspondido entre outubro de 2011 e 2012, segundo estudo da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil).

Foram ativados 29,6 milhões de novos pontos de acesso. É importante ressaltar que esse número não representa a quantidade de internautas, já que uma mesma pessoa pode ser responsável por mais de um ponto com conexão de banda larga.
Continuar lendo

Sites de e-commerce são alvos de Projeto de Lei que tramita na Câmara dos Deputados

projeto de lei e-commerceAs lojas virtuais podem ser obrigadas a fornecer mais informações para o consumidor. Pelo menos é o objetivo do Projeto de Lei 4189/12 que tramita na Câmara dos Deputados.

Na proposta apresentada pela deputada Iracema Portela (PP-PI), os sites de e-commerce seriam obrigados a cumprir normas básicas para a venda de produtos e serviços pela internet.

Em muitos casos, um site de e-commerce tem agentes diferentes para cada etapa do processo: o veiculador da oferta (responsável pelo e-commerce), o fornecedor e uma terceira empresa responsável pela parte financeira da transação.
Continuar lendo