Taxa de abandono de carrinho no e-commerce é tema de estudo do IBOPE

taxa de abandono de carrinhoO IBOPE e-commerce analisou a taxa de abandono de carrinho nos principais setores do comércio eletrônico no país. Entre as categorias analisadas, estão lojas virtuais de artigos de informática, vestuário e calçados, casa e decoração, escritório e papelaria.

A pesquisa revela que a taxa de abandono de carrinho em sites de comércio eletrônico de artigos de informática chega a 83%, o maior entre os setores analisados pelo IBOPE e-commerce.

Nas lojas virtuais de calçados e vestuário, a taxa de abandono de carrinho é de 80%, seguidas por sites de e-commerce de produtos para casa e decoração, cujo índice é de 76%. A menor taxa de abandono de carrinho registrada entre as categorias analisadas foi observada em lojas virtuais de artigos de escritório e papelaria (65%).

Taxa de abandono de carrinho

A taxa de abandono de carrinho leva em consideração o percentual de produtos que são selecionados em uma loja, mas não tem sua compra efetivada. Para o diretor executivo do IBOPE e-commerce, Alexandre Crivellaro, uma das principais causas de abandono de carrinho é o valor do frete praticado pela loja virtual. Segundo ele, é neste momento que o consumidor verifica se com o acréscimo do frete a compra online continua sendo vantajosa ou se a compra na loja física é mais viável.

Vale acrescentar à fala do diretor do IBOPE e-commerce que o consumidor não faz a comparação somente entre uma loja virtual e loja física. Ele considera também o valor final da compra (produtos + frete) entre lojas virtuais, pois na compra online, nem sempre o preço mais baixo do produto é mais vantajoso, pois o frete pode torná-lo mais oneroso.

(Fonte: IBOPE e-commerce)

Autor: Helbert Fernandes

Acesse também:
Google Shopping atualiza regras para atributo GTIN
Loja virtual para supermercados
Análise de riscos

Comentários encerrados.