Webshoppers 29 – Relatório do Comércio Eletrônico

webshoppers 29A E-bit divulgou a 29ª edição do relatório WebShoppers, referência na análise de dados do comércio eletrônico brasileiro.

Essa edição avalia a evolução do setor em 2013 e aponta as tendências para o ano de 2014. Confira alguns pontos importantes extraídos do relatório Webshoppers 29:

Evolução do Comércio Eletrônico em 2013, segundo Webshoppers 29:

  • O comércio eletrônico brasileiro cresceu 28% em relação a 2012 e faturou R$ 28,8 bilhões em 2013.
  • A Black Friday, realizada no dia 29 de novembro, movimentou R$ 770 milhões para o setor, quebrando todos os recordes de faturamento em um único dia.
  • O número de pedidos feitos via internet, em 2013, chegou a 88,3 milhões.
  • 9,1 milhões de pessoas fizeram a sua primeira compra online em 2013. Com isso, o número de pessoas que já fizeram ao menos uma compra pela internet chegou a 51,3 milhões.
  • As compras através de dispositivos móveis praticamente dobraram, saindo de 2,5% do total de vendas online em janeiro de 2013 para 4,8% em dezembro do mesmo ano.
  • Houve queda de 1,78% nos preços praticados no comércio eletrônico brasileiro, entre janeiro de 2013 e janeiro de 2014, de acordo com o índice FIPE/Buscapé.
  • A categoria de produtos mais vendida foi “Moda & Acessórios”, mas “Cosméticos e Perfumaria / Cuidados Pessoais / Saúde” e “Eletrodomésticos” também se destacaram em 2013.

Assista ao vídeo da GNEWS com resumo de dados do Relatório WebShoppers 29:

Frete Grátis

De acordo com o Webshoppers 29, o frete grátis continua sendo fator decisivo para o consumidor fechar negócio. No entanto, este tipo de benefício é cada vez menor entre os lojistas online e tende a continuar em 2014. A oferta de frete grátis passou de 58%, em dezembro de 2012, para 50%, em dezembro de 2013.

Trocas e Devoluções:

29ª edição do WebShoppers, destaque deve ser dado à política de trocas e devoluções adotadas pelo comércio eletrônico brasileiro. Infelizmente, destaque negativo.

As dificuldades do consumidor em trocar ou devolver mercadorias tem abalado a confiança dos consumidores em comprar pela internet e tem feito o setor perder compradores. O relatório aponta que, quando o consumidor tem experiência negativa com uma determinada loja para trocar ou devolver um produto, ele não somente deixa de comprar nessa loja, mas tende a comprar menos pela internet.

Em cada dez pessoas que pensaram em trocar uma mercadoria, apenas três conseguiram concluir a ação, sem dificuldade e de cada dez consumidores que tentaram devolver a compra, apenas dois conseguiram fazê-lo com facilidade. Segundo a pesquisa, o maior entrave para a logística reversa é a burocracia.

WebShoppers 29 aponta e as estimativas para o comércio eletrônico em 2014

O comércio eletrônico brasileiro deve continuar em crescimento em 2014. Mas o relatório WebShoppers 29 estima que a taxa de crescimento nominal deve ser menor que em anos anteriores, 20%, em relação a 2013, faturando R$ 34,6 bilhões.

Entre os fatores que devem influenciar o desempenho relativamente menor do comércio eletrônico em 2014, estão a economia e o próprio calendário brasileiro, que está com a agenda cheia em 2014. O carnaval foi tardio, retardando a normalização das atividades formais no país, haverá mais feriados prolongados, Copa do Mundo em território nacional e Eleições.

Porém, o fator Copa do Mundo tende a criar ambiente favorável para as vendas no comércio eletrônico. Destaca-se a procura por televisores, artigos esportivos, camisetas de seleções e produtos relacionados à Copa do Mundo. Vai contar muito, também a criatividade do lojista.

Confira a versão completa do relatório WebShoppers.

(Autor: Helbert Fernandes)
Fontes: E-bit (www.ebitempresa.com.br)/ Vídeo: GNEWS

Acesse também:
Calendário do e-commerce 2014

Comentários encerrados.